Prefeitura lança primeiro processo seletivo interno para ocupação de funções gratificadas

Iniciativa inovadora aplica princípios da Governança na formação da equipe

O Município de Caxias do Sul dá mais um passo no sentido de implementar a Governança Pública. Nesta segunda-feira (10/06), foi lançado o primeiro processo seletivo interno para a seleção de servidores que ocuparão quatro cargos de diretor da Coordenadoria de Governança Pública. O procedimento inovador na Administração Pública caxiense apresenta as atribuições dos cargos, o perfil e exigências mínimas e conta com avaliação curricular e psicológica para indicar os servidores mais bem preparados para atuar nas áreas.

“É uma importante etapa desse processo de estruturação da nossa Governança e a participação dos servidores é fundamental para a qualificação e a continuidade do trabalho”, afirma o prefeito Adiló Didomenico, que também foi eleito coordenador do Conselho de Governança (CGov), órgão de assessoramento e acompanhamento da execução do planejamento governamental.

“A Governança Municipal em si é um avanço necessário para a gente ter uma visão de cidade e não de governo. Os escritórios são a organização da Governança, porque Dados, Processos, Projetos e Transparência vão ser os organismos da Governança e esses escritórios estarem sendo dirigidos por servidores, é de fundamental importância. Esses servidores serão escolhidos a partir de critérios. Além do desejo de estarem participando, eles terão formação técnica e perfil de liderança para participar. Então isso é o maior legado que a gente pode deixar para a Prefeitura”, argumenta a vice-prefeita, Paula Ioris.

A secretária de Recursos Humanos e Logística, Daniela Reis, destaca a atuação do corpo técnico da pasta no desenvolvimento do processo seletivo que envolve a participação de psicólogos e outros profissionais com conhecimento em recrutamento e seleção para indicações fundamentadas em dados. “Temos muitos profissionais com conhecimentos e habilidades de ponta. Essa é uma oportunidade de já aplicar os princípios da governança pública na própria estruturação dos escritórios temáticos”, enfatiza.

A opção pelo processo seletivo já é um exercício de aplicação da governança na administração. Após as inscrições serão realizadas as etapas de:

  • Análise dos dados e do histórico funcional: entre 24 e 28 de junho
  • Avaliação psicológica: entre 2 e 19 de julho
  • Avaliação e seleção final pelo CGov: de 30 de julho a 5 de agosto

O resultado final será divulgado no dia 6 de agosto. O edital detalha as finalidades de cada setor, bem como as principais atribuições de cada diretor. Indica, ainda, as competências, habilidades e atitudes desejadas.

Saiba mais:

A Política de Governança Pública no Município de Caxias do Sul foi instituída pela Lei nº 9.006/2023. Ela dá continuidade ao trabalho implementado pelo Escritório de Dados, instituído pelo Decreto nº 21.772/2021. O CGov terá reuniões mensais, em calendário fixado pela Coordenadoria de Governança. A Coordenadoria integra a estrutura do Gabinete do Prefeito. Tem entre seus objetivos a gestão padronizada e profissional, processos de trabalho mais eficientes, maior acompanhamento do governo, melhor desempenho, além de mais integridade, valorização econômica, organização e mais controle. Tudo isso tem por objetivo a melhoria das entregas e a continuidade dos serviços com dados que baseiam as decisões governamentais.

Onde atuarão os Diretores selecionados?

Eles serão responsáveis pelos escritórios temáticos de Gestão de Dados, de Projetos, de Processos e da Transparência, com foco na continuidade das atividades, independentemente das trocas de governo, características do poder público. Os escritórios integrantes da Coordenadoria de Governança que faz parte da estrutura do Gabinete do Prefeito e assessorará o CGov no exercício de suas funções, aprimorando o sistema de governança, auxiliando na realização das reuniões e nos encaminhamentos das decisões.

Por que um processo seletivo?

Um dos princípios da governança é a gestão padronizada e profissional. O processo seletivo é o recurso que oportuniza a participação todos os servidores e, para a administração, a seleção do perfil mais adequado para a execução das atividades necessárias ao Município. Todo esse processo ocorre com equidade e transparência.

Quem fará a seleção?

Uma comissão formada por psicólogos, procurador e diretor de Recursos Humanos foi especialmente designada para realizar a seleção com critérios técnicos.